A crise econômica não chegou ao mercado de provedores regionais. Esta é a opinião praticamente unânime dos cerca de 200 expositores do Abrint 2019, que se encerra nesta sexta-feira,7, em São Paulo. Um número 25% maior que o do ano passado, para um público também maior, de perto de 10 mil visitantes, ante seis mil em 2018.

Os números são uma prova da pujança do setor, que atualmente suporta o avanço da banda larga fixa no país. Mas não é só isso, o número de negócios no evento também subiu. A WDC Networks, por exemplo, vendeu seis datacenters e duas soluções DWDM de redes, afirmou o CEO da empresa, Vanderlei Rigatieri. O modelo de alocação nas vendas tem facilitado os negócios, disse.

A Intelbras também já investe pesado no mercado de ISP. Tanto é assim que 30% de seus negócios no Nordeste são com provedores regionais, diz o diretor de Unidade de Redes da empresa, Amilcar Scheffer, especialmente para fornecimento de roteadores robustos, um dos produtos lançados recentemente.

Com a Raísecom do Brasil não é diferente, que vende soluções GPON. Os provedores regionais já respondem por mais de 50% da receita da empresa no país. “Nosso preço é competitivo e, nas vendas, entregamos gratuitamente nosso software de gerenciamento”, afirma o diretor Comercial, Márcio Cachapuz. Ele disse que se surpreendeu com a receptividade do mercado.

Lançamentos

A Abrint 2019 também foi palco de lançamentos de produtos. A WDC Networks, por exemplo, lançou uma solução de geração de energia fotovoltaica, que passa a integrar o seu portfólio de aplicações voltadas à automação comercial e residencial. A Equinix apresentou sua solução criada para a troca de tráfego, de forma otimizada e eficaz, pelas empresas de telecomunicações e conteúdo e mídia digital: o Equinix IX.

A Multilaser PRO expandiu sua linha de produtos para provedores, apresentado seus modelos de OLTs (Optical Line Termination) e ONUs (Optical Networks Units) desenvolvidas em parceria com a ZTE, além de um novo roteador. A Fibracem, por sua vez, apresentou o seu aplicativo M-Learning, desenvolvido diretamente para atender o setor e que tem como objetivo melhorar o nível de conhecimento de instaladores e projetistas de redes de fibra óptica. Durante o evento, a empresa franqueou o download gratuito do app.