A Asap Telecom tem uma meta: de dois em dois meses, a empresa constrói 50 quilômetros de rede de fibra óptica em torno da cidade de São Paulo. Com um backbone que já tem 400 quilômetros de extensão, a empresa se prepara para uma outra etapa do seu plano de negócios que é o de ter um data center próprio na capital paulista. Com isso, seus clientes terão condição de utilizar seus POPs (Ponto de Presença) como CIX (ponto intermediário de troca de tráfego) e, via centro de dados, se conectarem diretamente com o Internet Exchange São Paulo, o ponto central de troca de tráfego onde se interconectam as redes entre os provedores de internet e as de fornecimento de conteúdo.

Segundo Fausto Morales, sócio fundador e CEO da empresa, a ideia é ter um backbone que interliga todas as regiões da cidade como, por exemplo, Parelheiros a Guarulhos e ainda passando por outros pontos da Grande São Paulo, como Santo André, São Bernardo e Diadema. O executivo ressaltou que, nessas áreas, estão seus clientes provedores de acesso à internet.

A infraestrutura também está presente em áreas centrais de São Paulo, como o bairro de Chácara Santo Antônio, onde está a sede e estará o data center, e em bairros comerciais nobres, como a região da Berrini. Com isso, a Asap quer ampliar sua presença no mercado corporativo, atendendo principalmente pequenas e médias empresas. Esses clientes também terão o centro de dados como suporte para suas operações, fechando o círculo de negócios que envolve hosting e transmissão de dados.

Morales comentou que a meta de estender a rede em 50 quilômetros a cada dois meses tem sido cumprida principalmente em áreas onde depende apenas de negociações com as concessionárias de energia elétrica para compartilhamento de infraestrutura nos postes. A empresa tem acordo com a Eletropaulo e a Bandeirantes.

Mas, ressaltou Morales, quando se trata de rodovias, muitas vezes o processo é um pouco mais demorado. A empresa busca parcerias para dividir o compartilhamento de dutos nessa infraestrutura.

Com investimentos de R$ 3 milhões, o data center deverá ficar pronto em três meses, de acordo com o executivo. “Essa é a nossa grande aposta para expansão na área corporativa”, disse. Para isso, também conta com a experiência dos sócios que atuaram durante vários anos como executivos da área de enterprise da HP.

Os equipamentos utilizados na extensão do backbone são da Furukawa , assim como a empresa também utiliza a Prysmian para a área de cabos. A Asap está presente em 18 estados brasileiros nos quais compra capacidade de três fornecedores, a Eletronet, a Algar Telecom e a Vivo.