Joaquim Levy, presidente do BNDES

Com o objetivo de ampliar o acesso ao crédito por micro e pequenas empresas, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) selecionou as duas primeiras fintechs – empresas tecnológicas voltadas para serviços financeiros, com custos operacionais mais baixos se comparados aos bancos tradicionais – que atuarão em parceria com a instituição. As paulistas MarketUP e a Omie já estão credenciadas a operar na plataforma online Canal MPME, uma linha de comunicação direta do BNDES com micro, pequenas e médias empresas (MPMEs).

As empresas foram finalistas do Desafio BNDES Fintech, concurso promovido pelo Banco em 2018 com o objetivo de fomentar o ecossistema, incentivar o desenvolvimento de soluções para os problemas de acesso ao crédito e ajudar na divulgação e promoção dos produtos e serviços oferecidos pelas fintechs. Ao todo foram selecionadas 34 empresas, que atenderam a requisitos como integração a plataformas digitais, digitalização de processos, blockchain e facilitação de crédito a MPMEs, entre outros.

Segundo o superintendente da Área de Operações e Canais Digitais do banco de fomento, Marcelo Porteiro, “a parceria com fintechs é parte da estratégia de digitalização e open banking do BNDES, promovendo integração com soluções para melhorar a experiência dos clientes da instituição, de forma a contribuir para o sucesso dos negócios das empresas de menor porte”.

Rodrigo Moreno, diretor de Negócios da MarketUp, explica que a fintech foi criada com o propósito de apoiar as MPMEs de todo Brasil por meio da oferta de um software de gestão e automação comercial que não representasse um ônus às companhias. “Por isso nossa solução é 100% gratuita”. Segundo ele, a parceria com o BNDES, fomentando o desenvolvimento do pequeno negócio com um crédito mais saudável e finanças mais equilibradas, é um marco na história da empresa.

“É mais uma oportunidade de ampliar a prosperidade das MPMEs brasileiras, ajudando-as a superar o obstáculo do acesso a crédito e fazendo com que elas realizem todo seu potencial”, analisou Marcelo Lombardo, cofundador e chief executive officer (CEO) da Omie. “Tenho certeza de que a iniciativa trará ótimos frutos para o Brasil”.

Canal MPME

Destinado a pessoas jurídicas com faturamento anual de até R$ 300 milhões, o Canal MPME permite que as empresas de menor porte solicitem financiamento ao BNDES de forma online, sem precisar visitar um banco repassador de recursos para iniciar a busca, garantindo agilidade na solicitação do financiamento, ampliação do acesso à rede de agentes financeiros credenciados, transparência no acompanhamento e aumento da chance de concessão do crédito. A consolidação do canal faz parte do esforço do BNDES para a democratização do crédito no país.(Com assessoria de imprensa)