Há 25 anos atuando no mercado fixo, a Datora Telecom investe há seis anos no serviço móvel por meio de operador virtual (MVNO). Além de atender o mercado M2M, a empresa se volta aos provedores regionais, com um portfólio de serviços de dados, voz, Smart city, Smart grid, segurança, gestão de frota e internet das coisas, usando a rede móvel.

A Datora, que é MVNO autorizada, cria as condições para que ISPs se tornem operadores virtuais credenciados. A empresa já tem quatro clientes nesse formato, a Fonelight, a 1Telecom. Mob e British Telecom.

Segundo o diretor-executivo da Datora, Eduardo Resende, a parceria é uma oportunidade não só para os dois lados, mas também para os usuários, que terão acesso a uma gama maior de serviços. Ele ressalta que a empresa cuida de todos os itens técnicos, regulatórios e jurídicos, enquanto os ISPs ficam com o que fazem de melhor: o atendimento ao cliente, o marketing e as vendas.

Resende afirma que o mercado regional terá uma grande importância com o 5G e a forma de chegar a ele mais rápido será pela parceria com os ISPs. “É um poderoso canal para ampliar o acesso às nossas tecnologias”, disse. Ele ressalta que o ISP que adote o modelo de MVNO proposta se habilitará para o que há de melhor em tecnologia, inclusive para o 5G.

A Datora usa a rede móvel da TIM, como autorizada, que permite a implantação de rede própria. “Nós só não temos a rede de acesso móvel e as frequências, mas o core da rede, as interconexões com as demais operadoras são nossos”, disse. Para ele, esse modelo está bem aderente à tendência de regulação atual, que visa o aumento de compartilhamentos.

“Os ISPs parceiros ganham sim card personalizado e contam com uma bem estruturada equipe técnica, que está preparada para resolver os questionamentos que surjam”, disse Resende. Para o diretor da Datora a oferta de serviço móvel vai enriquecer muito o portfólio dos provedores regionais.