A DPR, empresa que atua na área de produtos para rede, anunciou um acordo com a ZTT do Brasil, fabricante de cabos para fibra óptica e, dessa forma, completou seu portfolio com solução ponta a ponta para ISPs. A subsidiária brasileira da gigante chinesa ZTT produz anualmente 100 mil quilômetros de cabo apenas para o mercado interno.

“O acordo foi uma grande oportunidade de termos na mesma casa produtos com diferenciais competitivos, com o compromisso de alto nível de serviço para o cliente, uma presença ampla no território nacional e a capacidade de inovação, de pensar fora da caixa”, comentou Alexandre Prioste, vice-presidente da ZTT. Também como investidor, o executivo faz parte do capital da subsidiária brasileira.

A produção da ZTT está concentrada na fábrica localizada em Marechal Deodoro, em Alagoas. Com planos de investir na ampliação de sua unidade fabril, a empresa trabalha com uma produção que, atualmente, é capaz de atender à demanda por cabos para fibras ópticas no país, mas tem ainda a chance de importar da matriz chinesa quando necessário.

Luis Vicente, diretor geral da DPR, lembra que a dinâmica do mercado de redes para banda larga foi alterada fortemente nos últimos anos. “As operadoras móveis têm uma capacidade limitada de investimentos, apesar dessa capacidade ser alta. Mas foram os provedores regionais, de menor porte e com mais limitação de investimentos, que garantiram a expansão da banda larga em todo o país e vêm registrando índices de crescimento altos. “, disse.

Para ele, com sua experiência de 25 anos, a DPR tem feito parte desse processo com a sua linha de produtos para implantação e manutenção de redes de telecom, com uma fábrica em Sorocoba, São Paulo, e trabalhando com parceiros estratégicos, como o acordo com a Nokia para sua linha de produtos GPON.

De acordo com o executivo, o acordo com a ZTT vai permitir a oferta da solução completa para redes dos ISPs ao mesmo tempo que oferece ao parceiro mais capilaridade e atendimento local para seus produtos já que a empresa tem uma grande malha de distribuição em todo o país. “Para o cliente há ainda a possibilidade de ao garantir soluções tecnológicas avançadas ainda diminuir o custo com transporte ao comprar toda a solução de rede de um único fornecedor”, ressaltou.”Trata-se de um acordo importante para nós e para todo o mercado”, completou Vander Luis Stephanin, diretor comercial da DPR.