O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, anunciou que o governo federal vai implementar o sistema nacional de garantia de crédito. Segundo ele, esse mecanismo deve incentivar a competição bancária e facilitar o acesso de micros e pequenas empresas ao crédito.

“O sistema nacional de garantia de créditos, que está sendo desenhado junto ao CAF [Banco de Desenvolvimento da América Latina], permitirá que pequenas empresas consigam garantias para tomar crédito, e, de posse dessas garantias, possam negociar melhor com o seu banco e com outros bancos. Assim, alcançará crédito com custo mais baixo, com menos burocracia e exigências”, afirmou Da Costa.

O secretário destacou, ainda, que a agenda para as micro e pequenas empresas (MPEs) que está sendo construída pelo governo federal passa por melhorias no ambiente de negócios, pelo acesso ao crédito e pela produtividade por meio da inovação e da capacidade gerencial. “Cerca de 90% dos empregos criados neste ano foram por micro e pequenas empresas”, afirmou.

O anúncio foi feito durante a abertura do seminário “MPEs produtivas: financiamento para o desenvolvimento e o crescimento”, em Brasília. O evento marca as celebrações pelos 50 anos do CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina.(Com assessoria de imprensa)