Na ponta da esquerda, Ronaldo; na ponta da direita, Rodrigo Antônio dos Santos.

Como muitos habitantes de Rondônia, eles nasceram no Paraná. Vieram para o estado em 1990, ainda crianças, quando o pai decidiu tentar a vida abrindo uma loja de móveis na região amazônica. Ronaldo Antônio dos Santos hoje tem 28 anos; seu irmão, Rodrigo Antônio dos Santos, tem 32. E a história de sucesso que têm para contar mostra que herdaram o espírito empreendedor e a garra do pai para vencer.

Os irmãos são sócios da Planeta Net, provedor de acesso à internet da cidade de Santa Luzia, a cerca de 500 quilômetros da capital Porto Velho. Uma empresa que surgiu da força que a família foi obrigada a reunir, ao enfrentar uma fatalidade. Em 2005, Rodrigo sofreu um acidente de moto que o deixou paraplégico. Em vez de se entregar à depressão, ele arregaçou as mangas e se sentou em frente a um computador, determinado a pesquisar o que seria possível fazer para sobreviver, diante da sua limitação de mobilidade. “Tudo começou porque eu já gostava dessa área e a gente já compartilhava nossa internet com dois vizinhos”, lembra o Rodrigo, que é formado em Administração de empresas.

Estava plantada a semente. Um ano depois, os irmãos criaram a Planeta Net, hoje com cerca de 800 clientes, residenciais, corporativos e órgãos de governo. A rede de cabos e rádios está agora agregando a fibra óptica, com cobertura em toda a cidade de Santa Luzia, onde moram. “Há seis meses, implantamos nossos primeiros 4 quilômetros de fibra. E nossa meta em 2018 é levar a rede para as cidades vizinhas”, conta Ronaldo. O pequeno provedor está se preparando para isso. Atualmente com 5 funcionários, funciona em um prédio próprio, construído em um terreno da família.

O início foi um grande desafio, lembra Rodrigo, que pilotava sua cadeira de rodas até mesmo nos trabalhos de campo: “Eu ia na casa dos clientes fazer a instalação junto com meu irmão. Não tinha opção, éramos só nós dois! Cheguei a ficar embaixo, no poste, e ele lá em cima, os dois fazendo o serviço juntos”. Hoje a vida ficou mais fácil. “Pelo celular, dá pra fazer tudo”, comemora Ronaldo.