“Auto Peças Jaguar, tudo em um só lugar”. O slogan da loja do Dedé, o Antônio Cavalcante Paulino, foi aplicado também à conexão de internet de seu negócio. Até o início do mês de outubro, ele tinha três fornecedores diferentes de acesso à internet e muita dor de cabeça. “Não sei como não enfartei!”, desabafa ele.

Agora ele tem uma única conexão, de fibra óptica, em seus três estabelecimentos – duas lojas e uma oficina de retífica – e ainda aproveita o sinal Wi-Fi para usar em sua casa.

A vida de Dedé mudou, assim como a de muitos habitantes da cidade de Mombaça, no Ceará, depois que a Mob Telecom levou para a cidade sua rede FTTH. O projeto de fibra óptica da operadora, iniciado este ano, já interligou sete cidades do estado com tecnologia GPON. Até dezembro, vai iluminar mais seis municípios.

A previsão de expansão é de implantar banda larga em mais de 50 cidades até o final do ano de 2018. Em Mombaça, a receptividade foi além da expectativa: oferecendo três planos, a partir da velocidade de 10 Mbps, a Mob deve chegar a mais de 700 clientes em um mês de operação. A meta é de atender a 2 mil clientes na região. Por isso, abriu uma filial na cidade, inaugurada há uma semana.

O prefeito de Mombaça, Ecildo Filho (esq.), e o CEO da Mob Telecom, Salim Neto.

Operadora que atua há 21 anos no mercado, a Mob Telecom fornece conexão para mais de 30 cidades via rádio. Atua em cinco mercados: corporativo, residencial e PME, atacado, operadoras e governo. Além do acesso à internet, 80% dos clientes já dispõem de serviço de telefonia. Mas vêm novidades por aí. Glauber Luna, gerente de Marketing e Produto, conta que em janeiro de 2018 vão ser oferecidos serviços de TV por assinatura – ainda sem revelar qual será o parceiro de conteúdo.