Do Tele.Síntese

Com foco em clientes corporativos, a Persis Telecom, decidiu iluminar o backhaul que conecta Londrina a Maringá, no interior do Paraná, com um sistema DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing), no lugar de lançar mais fibras para dar conta do aumento do tráfego.

A solução escolhida pela empresa, uma operadora regional de serviços de telecomunicações, para iluminar a rota que interliga o interior do Paraná à capital paulista, onde se conecta com o PTT, complementando suas redes MetroEthernet baseadas em switches, foi a plataforma 4U, da Padtec, recentemente lançada pela fabricante justamente para atender o mercado de provedores regionais.

“Para atender a esse crescimento [do tráfego], é necessário buscar soluções que permitam o uso mais efetivo das fibras ópticas existentes, evitando o lançamento de novos cabos e viabilizando upgrades de capacidade, inclusive com a adoção de novas tecnologias para permitir operação sincronizada de storages remotos na mesma plataforma, de forma rápida. A solução compacta da Padtec oferece alta capacidade de transmissão e versatilidade, com um excelente custo-benefício”, Carlos Henrique Romaneli, CEO da Persis Telecom, que nasceu como BC Conectividade, na cidade de Londrina.

Em seu portfólio de serviços, a Persis oferece conectividade (links dedicados, fibra apagada e radio enlace), soluções corporativas (interligação de filiais, rede VPN, telefonia digital), hospedagem, sistemas de segurança e conexão ao PTT Metro (São Paulo).

Para iluminar o primeiro trecho da rede da Persis, entre Maringá e Londrina (PR), com 160 quilômetros de extensão total, a Padtec forneceu transponders e amplificadores ópticos dessa nova geração, garantindo à região milhares de novas conexões de alta capacidade. Segundo Argemiro Sousa, diretor de Negócios da Padtec, “graças à eficiente combinação de custo e desempenho proporcionada por essa solução, as vantagens da tecnologia DWDM passam a estar ao alcance também de operadoras de redes regionais e provedores de serviços de internet, que precisam atender seus clientes nas demandas por banda e novos serviços”. (Com assessoria de imprensa)