Do Tele.Síntese

Os presidentes de quatro maiores operadoras de telecomunicações – José Félix, da Claro Brasil; Marco Schoereder, da Oi; Luis Alexandre Garcia, da Algar Telecom; Stefano De Angelis, presidente da TIM – resolveram deixar a diplomacia de lado, e cobrar ações mais incisivas do Poder Executivo, do Legislativo e da Anatel pela defesa da expansão da banda larga do Brasil e pelo destravamento dos investimentos do setor.

Eles participaram do Painel Telebrasil, realizado de 19 a 20, em Brasília (DF). “Ou muda o modelo para passar a funcionar, ou vamos continuar sem banda larga fora dos grande centros”, disse José Félix. “Temos muito movimento no mercado e pouca ação. Precisamos desconstruir o modelo e começar de novo”, complementa Garcia, da Algar Telecom. O presidente da Oi, Marco Schroeder,  reforça ” o setor não está fazendo dinheiro. É um quadro de alerta. Não conseguimos andar com a agenda. Temos que destravar, não temos incentivo para investir”.

Para De Angelis, os recursos extras de R$ 6 bilhões, que deveriam ser aplicados nas áreas onde as empresas não chegam, já existem, e são recolhidos anualmente pelos fundos setoriais.”Os recursos incrementais já existem. As coisas têm que acontecer e de maneira diferente”, complementou o executivo.