Jaciano Duarte Lyra

Em duas semanas, ele fez 11 aplicativos, para clientes diferentes. E os pedidos não param de chegar. Tudo começou meio que por acaso. Jaciano Duarte, que todo mundo conhece pelo último sobrenome, Lyra, é um programador que há dois anos abriu uma empresa de marketing digital, em que fazia sites e aplicativos, a Meadtec. Certo dia, no final de junho, recebeu uma encomenda de uma pequena operadora de serviços de telecomunicações, mais exatamente um provedor regional de acesso à internet.

Lyra desenvolveu para essa empresa um app customizado, com todas as funcionalidades que o negócio demandava. O resultado foi um sucesso. E não deu outra: com a propaganda de boca em boca, de compartilhamento em compartilhamento nas redes sociais… os clientes começaram a vir de todo o canto do país. Em menos de dois meses, Lyra já atende São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão.

O aplicativo, que leva de um a cinco dias para ser habilitado, pode ter funções como teste de velocidade personalizado, com o logo do cliente. “Muita gente usa o do Netflix. Isso não é profissional”, diz Lyra. A solução também integra central de atendimento ao cliente, sistema de emissão de segunda via de boleto, chat online. “O cliente não precisa mais fazer aquela solicitação de pedido e esperar a resposta. Muito menos ligar para o whattsapp do provedor. O aplicativo possibilita uma relação mais profissional”, completa o jovem empreendedor de 29 anos, que trabalha com uma pequena equipe de mais dois colaboradores.

A grande novidade é que o app já está trabalhando também com os sistemas de TV online. “Só que não pode ser nada clandestino”, alerta o desenvolvedor. O custo do aplicativo depende do sistema operacional. Para Android, há dois planos: mensalidades de R$ 40 e anuidade de R$ 420. Para iOS, o custo é fixo e único, de R$ 100. Pode-se também optar pelas duas plataformas.

“Eu faço de tudo. Programo, vendo, atendo cliente”, conta Lyra, que está tão animado com as perspectivas que vai até reformular o site e direcionar todo o negócio para o segmento de ISPs: “Talvez eu mude até o nome da empresa”.