O Sebrae Nacional está utilizando os recursos da Inteligência Artificial para conseguir dar as respostas rápidas e precisas para o seu principal cliente: as 12 milhões de pequenas e médias empresas brasileiras. “O cidadão brasileiro já está hiper conectado. Precisamos também levar todo esse conhecimento para as pequenas empresas”, explica Vinicius Lages, diretor que acaba de ser reconduzido à direção da instituição.

Conforme Lages, a transformação digital iniciada pelo Sebrae há cerca de dois anos é muito mais ampla do que as alterações na infraestrutura física.  Ela vai se inserir na política pública da inclusão digital da sociedade brasileira, tornando as ações do Sebrae massificadas e escaláveis. Para o executivo, os pequenos provedores de internet – que estão levando a banda larga para o interior do país podem também ser um dos agentes habilitadores para o melhor uso das ferramentas que estão disponíveis.

Segundo ele, o primeiro objetivo das mudanças que estão sendo feitas no Sebrae é justamente transformar a grande quantidade de dados que existem em informações que possam ser acessadas e compreendidas rapidamente pelo público-alvo do Sebrae. Além de profusão de estudos sobre as pequenas empresas, também há miríades de informações sobre  milhares e Microempreendedores Individuais (MEI).

“ Precisamos dar respostas rápidas para as pequenas empresas. O empresário precisa encontrar com um único clique como calcular o imposto, quais as alternativas de modelo de negócios propostas, como ampliar seus negócios~, assinala Lages. E é para dar respostas simples que o Sebrae está buscando o que há de mais sofisticado tecnologicamente no mercado. “ A tecnologia não é o desafio maior, mas sim habilitar as pessoas para usá-la em seus negócios”, disse ele.

 A transformação digital iniciada pela instituição há cerca de dois anos será fortalecida com a indicação da nova diretoria do Sebrae Nacional, quando o diretor Vinicius Lages, que lidera esse processo, foi realocado da diretoria administrativa e financeira, para a diretoria técnica. O Sebrae passará a ser presidido por João Henrique de Almeida Sousa, que substitui Guilherme Afif.