A Coprel Telecom, operadora regional de telecomunicações do Rio Grande do Sul (associada da Coprel Geração e Desenvolvimento), escolheu a solução compacta da Padtec para ampliar a oferta de serviços em sua área de atuação. O objetivo é expandir suas redes ópticas DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing) interligando cidades do interior do estado, ampliando o footprint de alta capacidade da provedora nessa região do Rio Grande do Sul.

Para Jânio Vital Stefanello, CEO da Coprel Telecom, o maior desafio é levar internet para as áreas rurais – o que, normalmente, implica alto custo para atender essas áreas que têm baixa densidade demográfica. “No caso da Coprel Telecom, um dos fatores de sucesso foi a sinergia com a cooperativa de energia elétrica”, afirma Stefanello. “Para levar conexão de qualidade às áreas rurais do Rio Grande do Sul, investimentos em rede própria de fibra óptica, por meio dos postes que também levam a energia para o homem do campo. Depois de atender às pequenas cidades, investimos também para atender os distritos e chegar aos grandes centros urbanos”, reforça o executivo. No total, a Coprel já iluminou mais de 2 mil quilômetros de redes ópticas para atender mais de 30 municípios do Rio Grande do Sul.

Para iluminar a rota projetada pela Coprel Telecom, a Padtec forneceu transponders duais de 100 Gb/s e modernos amplificadores ópticos com VOA (Variable Optical Atenuator) – que se adaptam às variações de atenuação das fibras ópticas – dessa solução compacta. São mais de 450 quilômetros de redes ópticas no total, que formam dois anéis ópticos entre os municípios de Ibirubá, Panambi, Carazinho, Passo Fundo e Não me Toque, no interior do estado.(com assessoria de imprensa)