A Furukawa apresentou no Futurecom 2019 novidades em sua linha de soluções baseadas em tecnologia óptica passiva (GPon), que tem como foco os provedores de serviços de internet (ISPs) que estão investindo em redes FTTx. Com isso, o objetivo é atender às necessidades do provedor, seja qual for o seu porte, com soluções de ponta a ponta – da central de equipamentos até a casa do usuário.

Entre as novidades, destacam-se um concentrador óptico (OLT) de alta densidade e dois modelos de modems ópticos (ONTs) com tecnologia GPon, além do software Conscius Manager, plataforma que possibilita o gerenciamento e provisionamento de serviços para redes FTTx (fibra até o usuário final). Para a central de equipamentos, o novo modelo de OLT é um concentrador óptico modular do tipo chassi, que oferece 96 portas PON, capacidade de atender até 12.288 assinantes e que já está preparado para oferecer velocidades ultra-altas, por meio da tecnologia XGS-Pon (10 Gbps simétricos).

Para atendimento ao usuário final, estão sendo apresentadas as novas ONTs 630-10B e 423-41W/AC. O primeiro modelo tem função puramente de bridge, com uma porta Gigabit Ethernet. Já o 423-41W/AC é um modem óptico wireless (tecnologia b/g/n/AC), que permite acesso à internet com melhor performance, qualidade e largura de banda. Possui 4 portas Gigabit Ethernet e 1 porta FXS, para telefonia analógica.

Esses equipamentos também poderão ser gerenciados pelo novo sistema Conscius Manager, que está sendo lançado pela Furukawa no Futurecom. Com interface web moderna e intuitiva, o Conscius Manager facilita e permite mais agilidade no provisionamento, na configuração de serviços e parâmetros GPon dos equipamentos utilizados na rede FTTx – como VLANs, serviços de internet, telefonia e WiFi. Permite a ativação automática de novos clientes e fornece informações sobre quantidades de OLTs e ONTs online e offline, de pacotes de serviços ativos e inativos e, ainda, sobre últimas atividades pendentes. Por meio de módulos opcionais, o sistema também possibilita o monitoramento e gerência dos equipamentos, status e desempenho da rede.(Com assessoria de imprensa)