Assembleia ratifica criação do sindicato interestadual de provedores


Da esquerda para a direita: Vagner Morais, diretor de Administração e Finanças; Samyr Musse, diretor Vice-presidente; Allan Caldas, provedor do Rio de Janeiro e Rodrigo Melgaço, diretor- presidente.

No dia 5 de setembro foi realizada, em Belo Horizonte (MG), a assembleia que concluiu a fundação e a constituição do Sindicato Interestadual de Provedores de Acesso à Internet (Sinet), organização que vem sendo articulada desde 2014.

Da esquerda para a direita: Vagner Morais, diretor de Administração e Finanças; Samyr Musse, diretor Vice-presidente; Allan Caldas, provedor do Rio de Janeiro e Rodrigo Melgaço, diretor- presidente.

Foram eleitos, para a diretoria, Rodrigo Melgaço Alves, diretor-presidente; Samyr Musse Moreira Mechelene, diretor Vice-presidente; Vagner Soares de Morais, diretor de Administração e Finanças; Raul Olive Eler, diretor de Relações Sindicais; Marlise de Souza Pereira Bertoncini e Manoel Santana Sobrinho, conselheiros fiscais titulares.

A assembleia foi muito positiva, na opinião de Sobrinho. Estiveram presentes um advogado do Seinesp (SP), outro do Seinesba (BA), representantes do Sindinfor (MG), do Sinstal Nacional, entre outros. “Todos puderam se manifestar e participaram do debate, muito salutar, onde se procurou formas de atender às suas demandas, sem contudo colocar em risco a ratificação do Sinet”, diz Sobrinho.

PUBLICIDADE  

Apesar da maioria favorável – 177 votos a favor e 9 contra – fez-se constar em ata que, caso algum estado queira fazer assembleia assistida pelo Sinet e decida ter sindicato regional próprio, o Sinet apoiará. “Resolvendo o problema trabalhista e jurídico dos provedores de internet do estado, o nosso objetivo estará igualmente atendido”, afirma Sobrinho.

 

Previous Catarinense Unifique acelera migração para o IPv6 para melhorar a qualidade do serviço
Next TIM lança internet residencial via rede 4G

1 Comment

  1. Avatar
    Alexandre Vilarinho
    8 de setembro de 2017
    Responder

    Absurdo a criação deste sindicado… com tantos no Brasil, será que precisamos de mais um?
    Mais um para mamar nas tetas do governo e para prejudicar os empresários e trabalhadores.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *