Os ISPs entraram no radar da companhia chinesa Raisecom que já tem grandes expectativas para o próximo ano: conquistar de 15% a 20% do mercado de plataforma GPON nessa área. Para isso, fechou parceria com a OIW Telecom Solutions, uma das maiores distribuidoras de produtos para os provedores regionais. Sua grande arma será incluir no pacote a plataforma de gerenciamento de redes (NView) , sem qualquer custo adicional.

“Estamos otimistas quanto a esse mercado que é praticamente o que mais cresce no Brasil nos últimos meses”, observou John Columban, diretor comercial da empresa. Com escritório no país há quatro anos, a Raisecom também oferece solução GPON para as grandes operadoras, utilities e empresas da área ferroviária. De acordo com o executivo, a companhia possui contrato com uma grande tele, cujo nome não foi revelado, e está participando de diversas RFPs (licitações).

No mercado de ISPs, a Raisecom quer tornar economicamente viável soluções GPON “carrier class” que, até agora, estariam acessíveis apenas a operadoras e grandes provedores com milhares de acesso em categorias avançadas, segundo o executivo. A empresa garante que sua solução tem uma proporção de ROI (retorno sobre o investimento) compatível com uma base de clientes 10 vezes menor.

A partir deste mês, a OIW começa a oferecer modelos de ONUs (Unidade de Rede Óptica) com capacidade de 2,5 Gigabit Ethernet e várias opções de portas e outras funcionalidades, como Wi-Fi e voz.

Outro destaque da parceria será a possibilidade de financiamento dos equipamentos por meio da OIW. “Ela tem uma engenharia financeira para oferecer aos nossos clientes que torna o produto da Raisecom ainda mais atraente”, disse Columban.

A Raisecom, por sua vez, se encarregou de garantir o suporte em todo o território nacional. “Como se trata de um mercado pulverizado, o suporte para os ISPs nem sempre é adequado”, disse o diretor comercial. Além da linha GPON, a OIW também vai incorporar no seu portfolio a linha de switches DWDM da Raisecom.

A parceria será anunciada oficialmente na próxima semana durante o Futurecom, que será realizado em São Paulo. Durante o evento, inclusive, a companhia chinesa irá oferecer treinamento e certificação para provedores.