A ameaça pode estar a um clique


*Por Waldo Gomes 

No último ano, as empresas se adaptaram ao modelo home office, o que fez com que a digitalização dos negócios fosse feita de maneira apressada em um curto período de tempo. Porém, a pergunta que fica é: as empresas e as pessoas estavam preparadas no quesito segurança para essa mudança?  

PUBLICIDADE

Nesta velocidade, ouso dizer que não. Prova disso foram os dados divulgados pelas empresas de soluções de cibersegurança que apontam que mais de 95% das empresas de todo o mundo sofreram pelo menos uma ofensiva de malware em 2020. Entre os principais alvos estão os dispositivos móveis das organizações, o que revela uma brecha nos sistemas de segurança e falta de preparo dos colaboradores para manusear equipamentos mobile.    

Isso nos indica que, muito se fala sobre a segurança cibernética, mas pouco se age a respeito. Não importando ser companhias ou pessoas. A Blackberry evidencia o descuido em um estudo que aponta o aumento da perda dos dados por conta da configuração incorreta na nuvem, processo que poderia ter sido facilmente ensinado aos servidores.   

Ao mesmo passo, a informação se torna cada vez mais valiosa. Nos encontramos em meio a um mundo digitalizado em que negócios e relações pessoais se encontram no ambiente digital. Por isso, é importante estar atento à segurança completa.  

Mas como e por que zelar pela segurança?  

São diversos os riscos para as brechas de segurança no cenário de home office. Primeiro, pode haver vulnerabilidades até mesmo na rede domiciliar ou nos aparelhos eletrônicos do colaborador. Por isso, recomenda-se que as empresas forneçam recursos para que ele possa exercer a suas atividades de forma monitorada.   

Em segundo lugar, uma das ameaças mais comuns envolvem a abertura de e-mails e links maliciosos. É necessário que toda a equipe esteja atenta ao que recebe e de quem. Muitas vezes, basta um clique para a segurança de toda a companhia ser comprometida.   

Sem os cuidados necessários, os ciberatacantes podem ter acesso a dados, arquivos confidenciais ou até mesmo senhas. Assim, podendo realizar operações que prejudicam o capital, registros essenciais, entre muitos outros dados importantes.   

O futuro é a digitalização. Um mundo em que a informação e os dados são tudo o que temos nos aguarda. Ela, por sua vez, chega junto à utilização de nuvens e plataformas de chat ou videochamada.   

Quando sistemas como esse apresentam vulnerabilidade, um grande alerta deve se acender para os donos de negócio. O mundo físico se torna cada vez mais obsoleto e nos seguramos a infinita quantidade de dados importantes.   


*Diretor de marketing e relacionamento da Netsafe Corp 

Previous Mob já oferece soluções completas em Teresina
Next Leilão 5G: ConnectoWay prevê disputa pelos lotes regionais

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *