Altarede Corporate fecha acordo com a GlobeNet visando mercado do Norte e do Nordeste


A Altarede Corporate – empresa de telecomunicações que tem um backbone óptico com mais de sete mil quilômetros, ligando quatro estados da região Sudeste e com presença nas regiões Norte e Centro-oeste do Brasil, além de conexões internacionais em Miami e Nova Iorque nos Estados Unidos, Amsterdã na Holanda e Frankfurt na Alemanha – fecha acordo com a GlobeNet para montar mais um centro para redundância do core do Rio de Janeiro em Fortaleza.

Além de estar presente no datacenter GlobeNet em Fortaleza, que será o segundo maior PIX para troca de tráfego e conteúdo do Brasil, segundo o NIC.BR,  a Altarede Corporate terá uma capacidade de 100 Gbps, podendo ser ampliada de acordo com a necessidade da empresa, entre o Rio de Janeiro e Fortaleza, no sistema de cabos submarinos da GlobeNet — único com redundância própria, garantindo uma rota segura e de menor latência até o backbone do Rio de Janeiro. A empresa vem expandindo atuação na região Norte e Nordeste, com mais de oito novos POPs abertos no segundo semestre de 2017 e em implantação de, no mínimo, mais oito até junho de 2018.

“Poderemos aumentar a nossa presença nas regiões Norte e Nordeste, direcionando muitas destas localidades para o novo POP no data center da GlobeNet, garantindo uma melhor experiência para os nossos clientes e melhor qualidade no tráfego que segue para o centro de roteamento do Rio de Janeiro”, diz o diretor executivo Wilson Messias. “A Altarede poderá distribuir todo o conteúdo doméstico e internacional disponível em nossa rede e nos principais pontos de intercâmbio de tráfego internacional para seus clientes finais de maneira direta e com a menor latência existente no mercado. Essa distribuição de conteúdo será suportada por um dos mais altos Acordos de Níveis de Serviços (SLA) e disponibilidades existentes no mercado”, conta Joselito Bergamaschine, sales diretor da GlobeNet Brazil. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE  
Previous Lenovo cria central de vendas diretas para clientes corporativos
Next Abrint quer devolução da faixa de 450 MHz pelas teles

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *