Buscas de informações sobre vacina disparam no Google


O Google Trends lançou, na última sexta-feira,15, uma central de insights sobre a vacina contra a COVID-19. Com tendências de busca atualizadas constantemente, a página contém as principais dúvidas dos brasileiros sobre o imunizante no país, os planos de vacinação e os fabricantes mais buscados.

A página revela, por exemplo, que as buscas de maior alta sobre a vacina contra a COVID-19 nos últimos 7 dias são sobre a aprovação da CoronaVac neste domingo (17), no Brasil.

PUBLICIDADE  

Além disso, “anvisa decide autorizar uso emergencial de vacinas contra covid-19” (aumento repentino), “vacinometro” (+3.500%) e “anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra covid 19 no brasil” (+2.600%) são alguns dos termos sobre a vacina contra a COVID-19 que mais cresceram nos últimos 7 dias.

Já “vacinaja” é o termo de maior alta sobre “plano de vacinação”, tendo registrado um aumento repentino, ou seja, mais de 5.000%, nos últimos 7 dias. “Vacina Já” é o nome do site lançado pelo Governo de São Paulo neste domingo (17) para as pessoas aptas a receber o imunizante se cadastrarem.

Segundo os dados da página especial do Google Trends, entre as dúvidas em ascensão que utilizam os termos “quando” e “covid”, a pergunta “quando a fiocruz deve começar a produzir a vacina da universidade de oxford” registrou aumento de mais de 5.000% nos últimos 7 dias e até as 16h desta segunda-feira, 18.

As buscas pelo termo “vacina” no país estão bem espalhadas pelo território nacional. Nos últimos 7 dias, o Estado que teve mais interesse de busca pelo termo foi Rio Grande do Norte, Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal e Amazonas. Globalmente, nunca se pesquisou tanto por “vacina” desde 2004, início da série histórica do Google Trends.

Além da central de dados para a vacina da COVID-19, o Google Trends tem uma central de insights dedicada ao coronavírus.(Com assessoria de imprensa)

Previous Voip Group completa 20 anos com grandes ISPs como clientes
Next NWi amplia rede residencial no Distrito Federal

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *