Carga tributária é eleita maior entrave para investimentos em redes


Reduzir a carga tributária do setor é o principal meio para destravar investimentos na área de telecomunicações. Essa é a receita defendida pelo CEO da Vivo, Cristian Gebara, o CEO da Qualcomm, Cristiano Amon e o presidente da Aliança Conecta Brasil, Daniel Vilela, durante o debate sobre “Conectividade essencial”, realizado nesta terça-feira, 8, como parte do Painel Telebrasil.

Para Amon, a redução do custo Brasil terá reflexos imediatos no acesso à tecnologia pela população. Além disso, afirma que, com a pandemia, 85% dos Works load estavam na nuvem. Com o 5G, é possível conectar tudo da nuvem.

Gebara, por sua vez, disse que a tecnologia 5G exigirá mais redes e mais antenas e as operadoras necessitarão de mais investimentos. A redução da carga tributária incidente sobre o setor, que é a mais alta do mundo, em torno de 45%, sobrarão mais recursos para investir em redes em regiões remotas, para maximizar a digitalização.

PUBLICIDADE  

Já a CEO da Uber, Claúdia Woods, a segurança na plataforma para que o cliente se sinta atendido, é o principal foco dos novos investimentos da empresa. Enquanto o presidente da Sociedade Beneficente Albert Einsten, Sidney Klajner, o importante para a telemedicina é aprimorar a regulamentação.

Previous Qualcomm prevê 1 bilhão de conexões 5G já em 2023
Next Clube de vantagens para ISPs tem nova representante comercial

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *