FGV e NIC.br oferecem cursos gratuitos sobre Direitos Humanos na Internet


O Centro de Pesquisa e Ensino e Inovação da FGV Direito SP (FGV Direito SP/CEPI) e o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) disponibilizam em parceria 12 cursos online e gratuitos. Os treuinamentos abordam diferentes temas de direitos humanos na Internet, desde segurança e proteção de dados pessoais, até como lidar com discurso de ódio, cyberbullying e uso não autorizado de imagens, entre muitos outros.  

O público-alvo são educadores e estudantes, mas o programa é aberto a qualquer cidadão que procure informações e análises sobre esses assuntos. “Há uma parte introdutória de cada tema, depois um trecho destinado a adolescentes e, ao final, um complemento aos educadores”, explica Guilherme Forma Klafke, líder do projeto e pesquisador do CEPI.  

Outros 4 cursos serão oferecidos até julho, todos gratuitos e interativos. Haverá aos participantes uma declaração de carga horária entre 4 a 5 horasPara inscrições e mais informações acesse: https://cursoseventos.nic.br/curso/programa-formacao-docente-em-direitos-humanos-digitais-fgv-nicbr/ 

PUBLICIDADE  

Webinars 

No desenvolvimento do Projeto de Formação em Educadores em Direitos Humanos Digitais as instituições promoverão, nos dias 6, 8 e 10 de julho, seis webinars gratuitos no canal da FGV no YouTube (http://www.youtube.com/fgv), que tratarão de alguns dos temas trabalhados nos cursos. 

Os diálogos serão conduzidos por especialistas e abordarão questões relativas a direitos humanos na relação dos jovens com a Internet. Terão como público-alvo os educadores, mas estarão abertos para qualquer pessoa interessada em discutir a educação de adolescentes e adultos para o uso consciente, seguro e responsável da Internet. 

Mais informações e inscrições nos webinars em https://direitosp.fgv.br/evento/bate-papo-jovens-internet. (Com assessoria de imprensa)

 

Previous Proposta de Agenda Regulatória para 2021-2022 vai a consulta pública
Next Brasil soma 100 mil antenas de celular, informa SindiTelebrasil

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *