Mob Telecom passa para o controle da EB Capital


O fundo EB Capital, dos sócios Eduardo Sirotsky, Fernando Iunes, Luciana Antonini e Pedro Parente, comprou na última semana o controle da operadora cearense Mob Telecom. Com a aquisição, o fundo expande sua atuação em telecomunicações para o Norte e o Nordeste brasileiros.

O fundo já é dono de outra operadora regional, a Sumicity, adquirida em 2018, e cuja área de cobertura inclui Rio de Janeiro e partes do Espírito Santo e Minas Gerais.

PUBLICIDADE  

Tele.Síntese apurou com fontes de mercado que o objetivo com a compra da Mob Telecom é expandir a rede de fibra óptica da operadora no Nordeste e Norte do país. A expansão se daria tanto por forma orgânica, como por aquisições de ISPs locais. Os atuais sócios da Mob Telecom permanecerão como minoritários.

A cearense Mob Telecom atua no atacado e no varejo. Os dados mais recentes da Anatel, de junho de 2020, mostram que a empresa tinha 50 mil clientes de banda larga fixa no varejo. No atacado, conforme o site da própria operadora, a carteira tem pelo menos 900 clientes, dos quais mais de 500 são ISPs.

A rede da operadora tem conexão em cinco pontos de troca de tráfego nacionais e cinco internacionais. Possui 195 pontos de presença em todo o país. A rede física ultrapassa os 20 mil km de fibra instalada, que atravessam Amapá, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Bahia.

Tem ainda presença em Goiás, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro. No varejo, a Mob tem última milha FTTH nas cidades de Belém (PA), Teresina (PI), São Luís (MA), Recife (PE), Natal e Mossoró (RN), Macapá (AP), João Pessoa (PB). No Ceará, sua rede FTTH cobre Fortaleza e diversas outras cidades do interior.

 

Previous Vero Internet compra mais um provedor no Sul
Next Para executivos, setor de telecomunicações mostrou resiliência na crise

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *