Plataforma de pagamento permite a oferta de serviços financeiros por ISPs


A LogBank, empresa do Grupo Stefanini especializada em meios de pagamento e arranjos financeiros no modelo White Label, se uniu à TIP Brasil para anunciar uma plataforma de pagamento customizada para o segmento de provedores de Internet. Considerada inovadora para este mercado, a plataforma batizada de ISP Bank possibilita ao provedor investir na oferta de diversos serviços financeiros para seus clientes, como se fosse um banco digital.  

A plataforma permite que o cliente – pessoa física ou jurídica – que contrata um pacote de Internet pode ter acesso, também, a outros serviços, tais como abertura de conta, cartão pré-pago, débito via carteira digital e produto para folha de pagamento. O benefício envolve compras em diversos tipos de estabelecimentos ou saques em terminais do banco 24 horas.

“Um dos grandes problemas dos provedores é o custo na emissão de boletos. Com o ISP Bank, estamos falando na redução do valor em até 70% por unidade, uma vez que o cliente pode pagar a conta pelo aplicativo. Com a desintermediação do serviço financeiro, a redução de despesas do provedor, ao se conectar à plataforma,  pode variar de 50% a 80%”, explica Cristiano Alves, diretor comercial da TIP Brasil.

Além da redução de custos, a solução desenvolvida em parceria com a LogBank moderniza os processos e contribui para o aumento da receita do provedor com a venda de novos serviços. “O ISP Bank fornece cartões pré-pagos bandeirados e maquininhas (POS) conectadas à plataforma financeira. Tudo de maneira integrada, ágil e no modelo White Label, ou seja, com a marca do provedor de Internet”, destaca Bernardo  Biolchini, vice-presidente comercial da LogBank.

Com a oferta do ISP Bank, a LogBank e a TIP Brasil esperam fechar 100 contratos em dois anos, atingindo, no mínimo, 2 milhões de pessoas. “Nosso objetivo é que o provedor invista em seu próprio ecossistema para gerar novas fontes de receita, a partir de uma plataforma de banking as a service aplicada aos negócios, contribuindo para fidelizar sua base de clientes”, afirma Eudes Guimarães, diretor comercial de Novos Negócios da LogBank.

No caso de outros tipos de conta pagos via ISP Bank, o provedor recebe uma porcentagem a cada transação. A lógica também é aplicada para estabelecimentos e usuários que utilizam a máquina de pagamentos e os cartões do banco digital. Por estar integrada ao Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), a LogBank recebe TEDs de outras instituições financeiras diretamente na conta do usuário.

Os provedores podem investir ainda na criação de pontos para estimular o uso da solução. Se fizer um débito em conta, por exemplo, o cliente ganha um plus em seu pacote de Internet. “Vamos utilizar nossa expertise para ajudar o provedor na construção de sua estratégia e modelo de negócios. Como ele atua na ponta, pode oferecer um combo de serviços para facilitar o dia a dia do cliente, sem burocracia e com valores mais competitivos”, garante Luiz Gustavo Dutra, CEO da LogBank.

Prazos 

O desenvolvimento e a implementação do banco digital com a identidade do provedor são realizados em menos de três meses. Para emissão dos cartões com a bandeira Mastercard, o provedor precisa fazer um pedido mínimo de 1000 unidades. Inicialmente, os cartões ficam pré-fabricados. Quando o usuário solicita uma unidade pelo aplicativo ISP Bank e é aprovado, a fábrica coloca os dados do requerente e envia o cartão via correio, já com a marca do contratante.(Com assessoria de imprensa)

Previous Número de ISPs chega a 16.450 em maio
Next Para empreendedores, Pronampe facilitou o acesso a crédito

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *