Wiki Telecom amplia rede com solução DWDM da Padtec


A Wiki Telecom, provedora maranhense de serviços de telecomunicações, anunciou a ampliação de sua rede óptica, nas regiões Norte e Nordeste com tecnologia da Padtec. O desempenho da rede e a qualidade da experiência em conectividade oferecida aos usuários sempre estiveram no centro das atenções da operadora.

Para iluminar suas novas rotas nessas regiões, a operadora contratou transponders, amplificadores ópticos e sistemas de proteção de rota da tecnologia DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing), que garantem taxas de transmissão múltiplas de 100 Gb/s. No total, serão mais de três mil quilômetros de redes ópticas iluminadas, que cruzarão três estados nordestinos – Piauí, Maranhão e Ceará – e o estado do Pará, na região Norte.

Paulo Bayma, CEO da Wiki Telecom, destaca que a construção de uma rede própria de alta capacidade vai ao encontro do objetivo da provedora de aumentar sua oferta de serviços na região Nordeste para atender seus clientes nas demandas por banda e novos serviços – que crescem de maneira rápida e expressiva. “Com as aplicações exigindo cada vez mais banda e velocidade, é necessário intensificar o investimento em redes de alta capacidade, de modo a continuar oferecendo aos clientes a melhor experiência em conectividade, a preços acessíveis”, completa o executivo.

PUBLICIDADE  

No Brasil, a Padtec afirma que já iluminou mais de 60 mil quilômetros de redes ópticas DWDM para provedores de serviços de internet (ISPs) – desse total, mais de 30 mil quilômetros estão concentrados nas regiões Norte e Nordeste. “Os provedores regionais chegaram ao final de 2019 como começaram: em ascensão. Esse grupo de empresas pulverizadas Brasil afora já representa pouco mais de 30% do mercado nacional de banda larga fixa, conforme dados da Anatel divulgados no início deste ano”, destaca Argemiro Sousa, Diretor de Negócios da Padtec.

A solução compacta da Padtec, por exemplo, visa atender à demanda desse mercado por capacidade de transmissão elevada com uma ocupação de espaço reduzida, oferecendo uma boa relação de custo e desempenho, destaca o executivo. “Isso garante aos provedores acesso a soluções que adicionam mais capacidade às suas redes de transmissão, a custos acessíveis”, completa.(Com assessoria de imprensa)

 

Previous Em fevereiro, 66 outorgas de SCM são publicadas
Next Não cadastrar ISP com até 5 mil acessos pode gerar sanção

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *