Criada em 2011, em Chapecó (SC), a ALT Telecom mantém redes de fibra óptica nas principais cidades do estado de Santa Catarina e tem presença também no Paraná e em São Paulo. Oferece serviços de conectividade, internet, telefonia avançada para o mercado corporativo, governo, atacado e residencial.

Entre os projetos de 2017 da empresa, estão novas redes de fibra óptica para Santa Catarina, mais conexões para São Paulo e conectividade para o Rio Grande do Sul. A empresa está construindo um backbone para uma nova rota, que interligará as cidades de Jaraguá do Sul, Blumenau, Itajaí e Florianópolis com tecnologias CDWM e DWM da Padtec.

A empresa também fechou contrato com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) para fornecer rede de dados dedicada com tecnologia MPLS. O Eline é o produto de rede da Acessoline que permite a interligação de vários pontos do cliente por rede privada virtual (MPLS VPN) sobre a nuvem MPLS da operadora. A rede Ipê, da RNP, consiste em uma malha nacional de entroncamento de rede internet com pontos de presença em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal e conexões para a internet mundial e para as grandes redes acadêmicas e de pesquisa mundiais.

Diante de um número expressivo de organizações de pesquisa no Brasil, a última milha continua sendo o desafio a ser enfrentado. Assim, a ALT Telecom dispõe de 27 pontos distribuídos por todo o estado de Santa Catarina, com velocidade de 100 Mbps, atendendo as exigências da RNP de um nível de serviço avançado, de alta disponibilidade. (Com assessoria de imprensa)