Por Reinaldo Vignoli
Do site Provedores BR

Ao se projetar uma instalação, seja ela qual for, precisamos avaliar o tipo de cabo a ser utilizado: cabos com ou sem blindagem. Basicamente, o que define isso é o ambiente em que a sua rede física será implementada, uma vez que este pode possuir muito ou pouco ruído eletromagnético. Interferências eletromagnéticas (EMI) são emitidas de várias formas, através de equipamentos como motores e transformadores com vários níveis de potência diferentes a sistemas de transmissão de comunicação como rádios e antenas. Desta forma fica fácil perceber que vivemos constantemente “imersos” em ondas eletromagnéticas em nosso dia a dia.

Atenção especial deve ser dada a hospitais e para a indústria, por exemplo, onde a quantidade e a diversidade de equipamentos que emitem ruídos nestes ambientes é elevada, portanto, deve-se considerar a possibilidade do uso de cabos blindados. Já em espaços como Data Centers, não necessariamente. Data Centers, por serem locais com maior nível de exigência com relação a tudo, possuem “certa imunidade” às interferências, uma vez que os equipamentos lá instalados não geram interferência a ponto de se exigir cabos blindados, assim como deve ser observada a compatibilidade eletromagnética (*) dos equipamentos que serão instalados no local. Estes ambientes operam, na sua maior parte, com cabos sem blindagem e fibras ópticas.

Ao se decidir pelo uso de cabos blindados, lembrar que apenas o cabo blindado não é suficiente para garantir a imunidade às interferências. É fundamental notar que todo o sistema deve ser blindado, ou seja, tipo de cabo blindado, tomadas RJ45, patch-cords e patch-panels. Além disso, algo muito importante deverá complementar a solução: um bom sistema de proteção contra descargas atmosféricas, o qual inclui o “famoso” aterramento. Ao se projetar uma rede blindada consulte as Normas ABNT 5419, 5410, 14565 e 16415, as quais abordam níveis de proteção, equipotencialização e aterramento, onde todas as blindagens dos cabos devem ser conectadas à terra em cada distribuidor. Todas as partes metálicas, infraestruturas metálicas, componentes e suportes deverão ser vinculados e aterrados em conformidade com as Normas citadas. Em tempo, um Data Center deve possuir um projeto de proteção de alta qualidade para garantir a devida equipotencialização do ambiente.

Como pode-se observar, elaborar um projeto com rede blindada e sua consequente implementação não é simples. Para se garantir largura de banda e taxas de transmissão tenha em mente que há muitos aspectos a serem considerados, e uma boa blindagem é apenas um deles. Outras preocupações devem estar voltadas para os cuidados relacionados ao conteúdo das Normas de cabeamento estruturado e Normas afins. Portanto, lembre-se de não negligenciar um projeto no ato de sua contratação, saiba quem está contratando e sua experiência.

* A Compatibilidade Eletromagnética (EMC) significa, em breves palavras, quanto determinado equipamento suporta alguma interferência ou ruído eletromagnético.