Foto de Pok Rie, via Pexels https://www.pexels.com/photo/cable-clouds-conductor-current-189524/

Foto de Pok Rie, via Pexels https://www.pexels.com/photo/cable-clouds-conductor-current-189524/

Do Tele.Síntese

Em nota oficial, a Eletronet informou, dia 12, que concluiu os trabalhos de substituição dos cabos OPGW danificados entre as torres 127 e 128 de Furnas, na rota Guarulhos-Ibiuna, por novos cabos no final da tarde do dia 11. Com isso, todos os seus clientes, cujos links passam por São Paulo ou terminam em São Paulo, puderam ter suas conexões restabelecidas pela rota original.

Em função do duplo rompimento de fibras em dois cabos ópticos da empresa no dia 5, a quase totalidade de seus clientes corporativos – operadoras e provedores regionais de acesso à internet – ficou sem conexão de dois a quatro dias.

Dois dias após o acidente, a empresa conseguiu começar a contingenciar seus clientes par a rota alternativa Granja Julieta-Santo André-Tijuco Preto, que no dia 8 já atendia a 70% dos clientes da operadora que tinham sido atingidos.

De acordo com a nota oficial da empresa, a substituição dos cabos foi realizada no domingo, dia em que as equipes de Furnas foram autorizadas pelo Operador Nacional do Sistemas a desligar a rede de alta tensão para fazer o trabalho. Mas só ontem, 11, foi possível finalizar as fusões das fibras ópticas e a instalação das caixas de emenda nas torres.

Com o restabelecimento das rotas DWDM dos trechos Osasco – Guarulhos e Guarulhos – Ibiúna, a Eletronet informa que irá “fazer adequações em sua topologia, em alguns circuitos que foram contingenciados pela rota Granja Julieta – Santo André – Tijuco Preto durante a falha e que sofreram aumento de latência percebida por alguns clientes”. (Com assessoria de imprensa)