Enquanto os provedores regionais ainda buscam um melhor modelo de negócios para oferta de TV paga a seus usuários, provedores de conteúdos lançam produtos que podem agregar valor aos pacotes dos ISPs, sem pesar no bolso. É o caso da ESPN, empresa do Grupo Disney, que oferece o serviço de streaming WatchESPN, com conteúdo atualizado quase diariamente e com a possibilidade de transmissão ao vivo de programas e jogos, que estão passando no canal linear da empresa.

Segundo o gerente comercial do canal, Alessandro Carmo, a inclusão do WatchESPN não depende de assinatura de combo e o usuário pode ter acesso a conteúdos esportivos de onde estiverem. A empresa não vende conteúdo diretamente, mas por intermédio de operadoras e provedores e, por isso, não divulga sua política de preços, que depende da negociação com o distribuidor do conteúdo.

Para disponibilizar o serviço, a ESPN exige do distrubuidor um mínim de 500 usuários e não define o valor que eles vão cobrar pelo serviço. Para facilitar a divulgação, a empresa oferece material de marketing e até vídeos com comentaristas e atletas apresentando as vantagens do serviço.

Carmo afirma que as ofertas de vídeo on demand disputam espaço com o serviço de canais lineares e já são preferidos do público jovem. Além disso, reforça que o brasileiro se encaixa na missão da empresa, de manter informados aqueles que são loucos por esporte.

O gerente da ESPN disse que a empresa é o primeiro canal que destinou um produto voltado para o pequeno provedor e ele vê muitas oportunidades para aqueles que contratarem o serviço. Além disso, diz que o WatchESPN é ofertado em todas as grades das TVs por assinatura.

No catálogo do app estão as ligas NBA, NFL, MBL, além dos principais campeonatos de futebol pelo mundo. Também podem ser acessados ou assistidos ao vivo programas de debates e mesas redondas, que discutem os campeonatos de futebol brasileiros. Como também jogos de eSport.