Sustentabilidade ambiental está no foco do lançamento da Furukawa, o novo cabo GigaLan Augmented GREEN Categoria 6A F/UTP (blindado). Ele possui cobertura em polietileno verde – composto LSZH (Low Smoke Zero Halogen) à base de etanol extraído da cana-de-açúcar -, o que o torna um produto ecofriendly.

“A grande vantagem do composto à base de etanol é o seu processo de fabricação que utiliza a cana-de-açúcar, cujo plantio é capaz de capturar do meio ambiente até 2,5 toneladas de CO2 por tonelada de resina fabricada”, explicou Leonel Rodrigues, engenheiro de produto da Furukawa. “Já o processo de fabricação dos polímeros

 convencionais, a partir do petróleo, emite no meio ambiente cerca de 2,1 toneladas de CO2 por tonelada de material fabricado. Há, portanto, uma redução significativa da emissão dos gases causadores do efeito estufa”, acrescenta.

Assim como o cabo GigaLan MAX Green (Categoria 6), comercializado há mais de um ano pela empresa, o novo produto é 100% reciclável e está de acordo com as diretivas européias RoHS (Restriction of Hazardous Substances), podendo ser utilizado em vários padrões de redes locais. O composto LSZH apresenta baixa emissão de fumaça e não gera gases tóxicos, no caso de eventual incêndio.

Com assessoria de imprensa