A Federal Trade Commission (FTC) deve aplicar uma multa milionária, como parte de um acordo com o Google em sua investigação sobre o YouTube por violar leis federais de privacidade de dados para crianças. A apuração conclui que a empresa protegeu inadequadamente as crianças que usaram seu serviço de streaming de vídeo e coletaram dados incorretamente em violação da Lei de Proteção à Privacidade Online das Crianças, que proíbe o rastreamento e direcionamento de usuários com menos de 13 anos, informa o Washington Post.

Segundo o jornal, o acordo ocorre em um momento em que os gigantes da tecnologia estão enfrentando um exame mais minucioso tanto dos governos como dos usuários, à medida que aumentam as preocupações sobre como os dados dos usuários são coletados e protegidos. A FTC e o Departamento de Justiça recentemente dividiram a Amazon, a Apple, o Facebook e o Google para supervisão, algo que poderia resultar em um exame mais minucioso do poder das empresas.

O assunto agora está nas mãos do Departamento de Justiça, que raramente subverte as decisões da FTC contra empresas sob sua vigilância.(Com agências internacionais)