Fonte: Teleco

Levantamento da Teleco aponta a liderança das empresas competitivas de banda larga fixa nas regiões Nordeste e Sul. Nas regiões Norte e Centro-Oeste, a maioria dos acessos vem da Oi e na região Sudeste, a liderança é da Claro.

Segundo a consultoria, as operadoras competitivas lideraram o crescimento da banda larga fixa no acumulado dos primeiros cinco meses do ano, com adições líquidas de 795 mil acessos, seguidas pela Claro (155 mil). Vivo (-155 mil) e Oi (-203 mil) apresentaram adições líquidas negativas neste período.

A Algar lidera entre as empresas competitivas, seguida da TIM, Sky (4G), Brisanet, Acon, Copel, Hughes (satélite), Unifique, Sumicity, Vero, Sercomtel e Desktop. Entre as 7 mil competitivas, com menos de 5% de Market share, que reportam regularmente acessos a Anatel, doze possuíam mais de 100 mil acessos banda larga fixa em maio deste ano.

Já as 12 competitivas listadas possuíam, em maio deste ano,  2,8 milhões de acessos em banda larga fixa, o que correspondia a 30,4% dos acessos das competitivas e 8,9% dos acessos do Brasil. O site também lista as 11 empresas competitivas com mais de 50 mil acessos em fibra: Brisanet, Algar, Copel, Sumicity, TIM, Vero, Unifique, Desktop, Amarica Net, Valenet, algumas delas já resultados de consolidações.

Segundo a Teleco, estas 11 competitivas possuíam 1,3 milhões de acessos em banda larga fixa por fibra em maio deste ano, o que correspondia a 30% dos acessos em fibra das competitivas e 18% dos acessos em fibra do Brasil. Entre elas, apenas duas não estão entre as doze maiores. A America Net, com presença maior no mercado corporativo em São Paulo, e a Valenet, prestadora com sede em Itabira (Minas Gerais).

Regiões

De acordo com o levantamento da Teleco, a Claro é a líder em banda larga fixa na região sudeste, onde estão 57% dos acessos do país, ou seja, com 34,2% de market share em junho deste ano, seguida pela Vivo (27,8%), Competitivas (25,6%) e Oi (12,4%). As competitivas lideram em acessos em fibra (51,1%), seguidas pela Vivo (39,5%). A maior parte dos acessos da Claro são em cabo (97,6%).

As competitivas vêm ganhando market share na região e podem superar a Vivo até o final do ano. Algar, TIM, Vero, Sumicity e Desktop são as principais competitivas da região.

As Competitivas lideram em banda larga fixa na região Sul com 33,7% de market share em junho deste ano, seguidas pela Claro (26%), Oi (21,2%) e Vivo (19,0%). As competitivas lideram também em acessos em fibra (83,8%), seguidas pela Vivo (11,1%).

A principal competitiva da região Sul é a Copel com 193 mil acessos em junho, seguida pela Unifique (108 mil), Sercomtel (107 mil), Aylnet (33 mil) e Hughes (29 mil).

As Competitivas lideram também no Nordeste com 40% de market share em junho de 2019, seguidas pela Oi (25%), Claro (17,9%) e Vivo (17%). As competitivas lideram também em acessos em fibra (67,1%), seguidas pela Oi (20,2%) e pela Vivo (11,4%).

A principal competitiva da região Nordeste é a Brisanet com 265 mil acessos em junho, seguida pela Acon (192 mil), Sky (67 mil), Hughes (36 mil), Mob (36 mil) e TVN (30 mil).

A Oi lidera em banda larga fixa no Centro-Oeste com 32,8% de market share em junho, seguida pela Claro (26,4%), Vivo (21,5%) e competitivas (19,3%). As competitivas lideram em acessos em fibra (59,5%), seguidas pela Vivo (25,3%) e pela Oi (10,5%).

A principal competitiva da região Centro-Oeste é a Sky com 67 mil acessos em junho, seguida pela Algar (33 mil), Hughes (26 mil) e TIM (19 mil).