A nova geração de nobreaks da Linha Double Way Monofásico Modular (DWMM Modular), nas potências de 2, 3, 6 e 10kVA, oferece modelos mais leves e compactos e design versátil permitindo instalação em posição torre ou rack. A nova CPU, assim como outras linhas de nobreaks Engetron, multiplicou sua capacidade de armazenamento e processamento (passando de 16 para 32 bits), agregando novas funcionalidades.

Segundo a fabricante, com fator de potência 1.0, os equipamentos trazem maior confiabilidade e alto rendimento, além de interface de gestão e monitoramento ativo, com tecnologia IoT (Internet das Coisas), por meio do Sistema Engetron IoT, que pode ser acessado via aplicativo. O presidente da empresa, Aluisio de Oliveira, afirma: “trabalhamos com alta tecnologia de ponta em Internet das Coisas. Fomos a pioneira em aplicar essa tecnologia em nobreaks e, a cada novo lançamento, buscamos aprimorar os serviços que oferecemos, com aplicação de toda nossa expertise, no setor de energia em missão crítica”.

Oliveira destaca que “a conectividade entre máquinas e os dispositivos móveis, ao propiciarem acesso remoto e gestão em tempo real, otimizam o desempenho operacional, melhoram a gestão dos processos e dão mais segurança e agilidade à tomada de decisões, dentre outros fatores. “Aliar a qualidade dos produtos Engetron à tecnologia IoT, torna a operação mais eficiente, conectada e sustentável, uma vez que os equipamentos, aumentam a vida útil e reduzem gastos com intervenções não programadas e substituições de peças e/ou acessórios mais caros, como baterias. “Nós falamos com propriedade daquilo que projetamos, criamos, produzimos, entregamos e gerenciamos”, finaliza.(Com assessoria de imprensa)