Wanise Ferreira, do Tele.Síntese

O mercado de cloud no Brasil vai bem e anima provedores de serviços e de infraestrutura. Não é para menos, estamos falando de uma área que somente no mercado de PMEs poderá movimentar este ano cerca de US$ 6,6 bilhões de acordo com o levantamento 2016 Brazil Small & Medium Business: ICT & Cloud Services Tracker Overview, realizado pela AMI Partners a pedido da Intel.

Algumas tendências, como IaaS (Infraestrutura como serviço), SaaS (Software como serviço) ajudam esse segmento a ganhar escala. E outras, como a multicloud, estão sendo observadas com grande interesse e já motivam negociações de parcerias para atender à demanda de TI dos clientes.

O próximo passo para a oferta de serviços de nuvem pública poderá contemplar soluções multicloud. Ou seja, os próprios provedores de serviços de cloud buscando levar ao cliente outras ofertas além das suas em um ambiente mais controlado e produtivo. Essa também é uma forma de conter o avanço dos provedores mundiais de cloud públicas, como Google, AWS ou Microsoft, que possa levar esse mercado para uma guerra de preços, e não pela qualidade dos serviços de valor agregado.