Voa Vetorial. Esse é o nome dado pela Vetorial Internet para seu plano de expansão que prevê em dois anos atender 12 cidades em uma microregião do Rio Grande do Sul. Este ano ainda deverá ter uma terceira cidade atendida, além das duas que já está presente, e nove se desenvolverão no prazo previsto. Até o final de dezembro a meta da empresa é conquistar 30 mil clientes do mercado doméstico, uma projeção que já está bem próxima.

“Atendendo apenas duas cidades — Rio Grande e Pelotas — já estamos com cerca de 28 mil clientes”, comenta o CEO da empresa, Mauro Meirelles. Criada em 1996 em Rio Grande, a Vetorial nasceu quebrando recordes, conquistando 1000 clientes em praticamente dois meses.

Sem relacionar as cidades, Meirelles conta que com as 12  cidades estará presente em uma microregião no sul do estado com 1 milhão de pessoas, 300 mil domicílios e por enquanto apenas 50 mil acessos. Ele está otimista com o projeto de expansão nessa área que deverá reforçar o papel da empresa que, atualmente, é uma das líderes na categoria de provedores de porte médio.

A Vetorial também atende o mercado corporativo com serviços como Internet, comunicação de dados, data center e segurança. Ela tem na sua carteira de clientes grandes empresas da área onde atua. Até recentemente, a área corporativa respondia por 70% da receita da empresa, com 30% no mercado residencial.

Para a expansão e assegurar o crescimento no número de assinantes que vem experimentando, a Vetorial decidiu dividir sua estrutura em unidades de gestão de redes, de gestão corporativa e da unidade residencial.

Para Meirelles, o posicionamento físico que permite a proximidade com o cliente é o grande diferencial que ele pretende manter no seu projeto de expansão. Ele anunciou para a empresa o Manifesto Vetorial, com 8 pontos que precisam ser seguidos pela companhia. “Não basta conectar”, ressaltou.

O primeiro desses pontos é, justamente, estar perto do cliente. Estão ainda, entre outros, questões como a garantia de qualidade, inovação, rapidez e agilidade no atendimento.

Entre os oito pontos está também a necessidade de apostar na liberdade de escolha do cliente. Pensando nisso, a empresa está prestes a anunciar o Vetorial Livre, no qual os consumidores serão desobrigados de qualquer tipo de fidelidade em seus contratos.

No ano passado, a empresa venceu a licitação organizada pela RNP para prover conexão entre a Universidade Federal do Rio Grande, o Hospital Universitário e o Instituto Federal, campus Rio Grande, com rede de fibra óptica e velocidade de 1 Giga. Ela já havia fechado outro contrato com a RNP para a instalação de uma rede de fibra óptica de 50 quilômetros em Pelotas.

Meirelles participou do ISP Next Summit realizado no final de semana em Florianópolis