O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) quer que a nova política de inventivo à banda larga acelere a implantação de redes de alta capacidade no Nordeste. Segundo o diretor de banda larga da pasta, Artur Coimbra, 55% das cidades da região ainda carecem de backbone óptico de alta capacidade.

“A gente está falando de redes de grande capacidade, de fibra óptica, para cidades que ainda não têm, estamos falando de 55% dos municípios do Nordeste, o que é inferior à média nacional. A gente tem que recuperar esse hiato”, falou. Ele participou nesta segunda-feira, 26, do INOVAtic Nordeste 2018. O evento reúne empresas, especialistas e autoridades em telecomunicações na cidade de Fortaleza (CE).

Leia a íntegra da notícia aqui.

PUBLICIDADE