CommScope recicla mais de 36 toneladas de cobre e ajuda a Mata Atlântica


Preocupada com a saúde do planeta, a CommScope instituiu o Programa Green de reciclagem e conservação da energia, que acaba de atingir a marca de 36.650 quilos de cabos de cobre reciclados.  “Você sabe o que acontece quando cabos de rede são descartados de forma incorreta? Antes de chegarem aos aterros sanitários, pessoas que trabalham recolhendo resíduos queimam a cobertura plástica e substâncias perigosas, produzidas durante o processo de incineração, são liberadas no ar. O que sobra do cabo após recolherem o cobre é disposto em aterros sanitários”, explica Luis Domingues, engenheiro de aplicação da companhia.

Além de evitar que esse ciclo negativo aconteça, a iniciativa da CommScope também gerou receita convertida em uma doação equivalente a 1.558 árvores, para o projeto Florestas do Futuro, da Fundação SOS Mata Atlântica. Para essa iniciativa de uso consciente, a CommScope fechou parcerias com empresas de reciclagem reconhecidas para recolher esses cabos velhos e separar completamente os materiais utilizados na produção do cabeamento. Nesse processo, o cobre e os polímeros são separados e preparados para serem reciclados e reutilizados ou descartados de forma correta e segura, evitando assim a contaminação do solo.

Como uma forma de reduzir o impacto ambiental, a empresa também recomenda aos clientes que instalem as mais modernas tecnologias de cabeamento (cabos UTP Cat 6A/Ea, fibra multimodo pré-terminada OM5 e fibra monomodo OS2-ZWP, presentes nas linhas NETCONNECT e SYSTIMAX. Essas soluções não só melhoram a infraestrutura da rede, como também ampliam sua vida útil, sem a necessidade de substituição no uso de novas aplicações. Uma atitude sustentável durante longos períodos e que diminui os gastos com infraestrutura.(Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE  
Previous Cisco apresenta sua estratégia para a internet da era 5G
Next Novo serviço transforma streaming em vitrine de vendas ao vivo

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *