Fibracem cresce 25% no faturamento em 2019


Especializada na fabricação de dispositivos para redes de fibra óptica no Brasil e demais países da América Latina, a Fibracem fechou o ano de 2019 com um crescimento recorde de 25% no seu faturamento. Em cifras, o percentual equivale a R$ 136,25 milhões, contra os R$ 109 milhões, do mesmo período do ano anterior (2018).

O planejamento assertivo voltado para resultados, expansão da equipe de especialistas e os investimentos em pesquisas e desenvolvimento feitos pela empresa foram algumas das estratégias que contribuíram para o crescimento significativo, diz a CEO da Fibracem, Carina Bitencourt. “O crescimento da empresa se deve, inclusive, ao fato de estarmos focados no desempenho e na praticidade dos produtos oferecidos ao mercado de telecomunicações”, comenta a executiva.

Ainda segundo Carina, a busca em fortalecer ainda mais a marca em todo o território brasileiro, além de outros países da América Latina, foram fatores importantes para que a empresa se expandisse no mercado. “Tivemos um crescimento significativo nas regiões norte, nordeste e centro-oeste”, afirma a CEO. Para ela, conquistar esta fatia do mercado foi “fator decisivo para a abertura de uma nova unidade no Espírito Santo”, acrescenta.

PUBLICIDADE  

Planos para 2020

O ano positivo fez com que a empresa produzisse mais e, consequentemente, contratasse mais. De janeiro a dezembro de 2019, a indústria aumentou em 51% o número de funcionários. “Iniciamos 2020 com 343 funcionários, graças à abertura de novas linhas de produção e operação de mais turnos de trabalho. A ideia é que nos próximos dias a empresa contrate 16 novos profissionais”, afirma Carina.

O planejamento para 2020 é focar na expansão da marca e continue trabalhando em novidades que reflitam na funcionalidade para os profissionais do setor. “A previsão é que 11 novos produtos sejam lançados ao longo de 2020”, finaliza.(Com assessoria de imprensa)

Previous MP do contrato verde amarelo terá relatório apresentado nesta quarta-feira
Next Impactos do Open Banking, pagamentos instantâneos e LGPD no mercado de crédito

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *