O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico já aprovou mais de R$ 4 bilhões em financiamentos para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) na linha emergencial BNDES Crédito Pequenas Empresas. Ao todo, o volume ultrapassou 80% do total previsto, de R$ 5 bilhões, para uso livre das empresas. 

Ao todo, foram liberados nessa linha financiamentos para 12.192 empresas que são clientes das instituições financeiras credenciadas para oferecer o crédito no modelo indireto. O Banco estima em 280 mil os empregos que puderam ser mantidos com esses recursos em meio à crise. 

O principal setor econômico contemplado foi o de comércio e serviços, com 78,3% dos recursos. Indústria de transformação (20,8%) e agronegócio e indústria extrativista (1%) completam a lista.  O volume diário de aprovações médio está em torno de R$ 70 milhões. 

PUBLICIDADE  

O BNDES Crédito Pequenas Empresas disponibiliza crédito rápido, ágil e flexível a micro, pequeno e médios empresários (empresas com faturamento de até R$ 300 milhões por ano). A operação se dá por meio da rede de agentes financeiros parceiros, públicos e privados. Os financiamentos serão dados em valor de até R$ 70 milhões anuais, com carência de até 24 meses e prazo para pagamento de até 60 meses. Não há necessidade de justificar a destinação destes recursos. 

Para ajudar os empreendedores, o BNDES ofereceu uma série de facilidades, como vídeos explicativos e uma página em seu site com tabelas onde podem ser encontrados os agentes que mais oferecem a linha e a taxa média operada por setor e por estado. Veja mais aqui.(Com assessoria de imprensa)