O Brasil registrou 17,79 milhões de contratos ativos do serviço de TV por assinatura no mês de agosto, com perda de 0,21% na comparação com julho. Nos últimos 12 meses, a queda foi de 2,93%, com o cancelamento de 536 mil (-2,93%), segundo dados divulgados nesta segunda-feira (1º) pela Anatel.

O grupo America Telecom (Claro, NET e Embratel) perdeu 402 mil contratos em 12 meses, que representa redução de 4,32%, seguido da Sky, que encolheu 2,73%, com o cancelamento de 146 mil acessos no período. Já a Vivo recuou 1,56%, com 25 mil contratos a menos. A Oi, em lado contrário, foi a única das grandes operadoras a adicionar clientes em 12 meses, com mais 126 mil contratos, que representa alta de 8,70%.

PUBLICIDADE  

Proporcionalmente, foram as pequenas operadoras que amargaram mais perdas no período, com 89 mil contratos a menos, redução de 15% da base.

Em agosto de 2018, mais da metade dos assinantes de TV por Assinatura no Brasil receberam a programação por satélite, 9,71 milhões (54,55% do mercado), por cabo, 7,48 milhões (42,05%), e por fibra ótica, 605 mil (3,40%).

Apenas os assinantes do serviço por fibra ótica aumentaram em número nos últimos 12 meses, mais 248 mil (+69,71%). Os assinantes via satélite tiveram redução de 676 mil (-6,51%) e os que recebem o sinal por cabo diminuíram em 107 mil (-1,41%).