Trânsito IP: Como o serviço de internet impacta no jogo online?


Matheus Domingues*/Crédito: Divulgação
Matheus Domingues*/Crédito: Divulgação

Quem é adepto do jogo online sabe que a estabilidade da internet faz toda a diferença na experiência do game. Nos games mais populares como Free Fire, League of Legends, CS GO e Fortnight, onde os jogadores batalham em tempo real, a latência ou PING (tempo de resposta entre o envio de dados e o retorno do servidor), como os jogadores costumam chamar, precisa estar o mais baixo possível para que consigam acompanhar a equipe. Mas como garantir essa estabilidade?

É comum nesses games ver os jogadores reclamando sobre o pacote de internet contratado por pessoas que estão sofrendo com travamentos no meio da batalha, até porque em jogo online de equipe, o desempenho ruim de um jogador acaba afetando todos os outros. A ‘culpa’ acaba caindo na velocidade da internet, mas esse não é o principal fator para desencadear as oscilações.

PUBLICIDADE

O que muita gente não entende é que existem várias rotas para que a sua internet chegue até o servidor do jogo. Para oferecer um serviço de internet com a menor latência possível, o provedor de internet precisa encontrar a melhor rota até o servidor daquele jogo e, se possível, uma rota direta.

Quanto mais rotas ou paradas a internet faz para chegar até um determinado servidor de conteúdo, que pode ser o servidor do jogo, do Youtube, do Facebook, de algum serviço de nuvem etc., maior será a latência e mais oscilação e travamentos ocorrerá no seu jogo e streaming. Então, se o seu provedor de internet não investe em um trânsito IP de qualidade, não adianta contratar o maior pacote de velocidade, você terá problemas com o servidor do jogo de qualquer maneira.

Mercado de Games 

Apesar da maioria dos jogadores não entenderem muito bem o que é um serviço de trânsito IP e como ele faz diferença na qualidade dos jogos, muitos provedores de internet já estão correndo atrás desses serviços para melhorar a qualidade da internet e se tornarem mais competitivos.

Afinal, o mercado de games é um gigante que movimentou U$ 175,8 Bi no mundo em 2021, segundo dados da consultoria Newzoo. E o Brasil está entre os 20 países que mais consomem jogos do mundo, com o hábito de jogos presente em 74,5% da população, de acordo com a Pesquisa Game Brasil 2022.

Essa população ‘gamer’ acaba demandando uma internet de excelência aos provedores e impulsionando uma melhoria contínua das infraestruturas de redes. A tendência de crescimento desse mercado também exige redes mais robustas à medida em que os jogos exigirem recursos mais avançados como a realidade aumentada e experiências mais imersivas propostas pelo Metaverso.

A expectativa é que com o investimento de infraestrutura feito para abarcar o 5G, tenhamos uma infraestrutura de rede cada vez melhor, mas não podemos esquecer de olhar também para os serviços de trânsito e rotas, que influenciam bastante na entrega de uma internet de qualidade e baixa latência.


*Matheus Domingues é analista de produtos da Eletronet.

Previous Nubank, Samsung e Upstream anunciam oportunidades de emprego
Next Meta quer metaverso aberto e em todos os dispositivos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.