A Anatel e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) estão negociando parcerias para oferecer financiamento de baixo custo para prestadoras de pequeno porte, os chamados ISPs, atenderem áreas desassistidas ou com serviços deficitários do setor. O anúncio das negociações foi feito nesta quinta-feira, 7, pelo presidente da agência, Leonardo de Morais, durante a reunião do Conselho Diretor do órgão.

Sem citar os valores dos financiamentos a serem oferecidos, o executivo informou que as parcerias, além da agência reguladora, vão envolver também entidades públicas e privadas do segmento das pequenas empresas para prestar apoio estrutural e operacional para a funcionalidade do serviço e garantias para a tomada dos recursos.

Participam dos entendimentos o BNDES, a Finep, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais e entidades dos provedores regionais, a exemplo da Abrint, Grupo Neo e Telcomp. Também acompanham os entendimentos representantes dos ministérios da Economia e de Ciência e Tecnologia e da Casas Civil da Presidência da República.

Segundo Morais, o acordo se insere na agenda da Anatel para oferecer conectividade em regiões com deficiência de infraestrutura. Também está alinhado com a disposição do presidente do Comitê de Prestadores de Pequeno Porte, liderado pelo conselheiro Emmanoel Campelo, para demandas recorrentes do segmento por financiamentos de baixo custo.

Políticas públicas

Além de financiamento de baixo custo, o executivo acrescentou que o apoio do BID pode abranger o desenho do mecanismo de garantias a empréstimos  e recursos para financiamento de políticas públicas em todos os estados e no Distrito Federal, incluindo projetos para construção de anéis ópticos para regiões carentes de infraestrutura.

(Por: Abnor Gondim)