Os serviços de informação e comunicação tiveram variação positiva de 0,2% em dezembro frente ao mês anterior – quarta taxa positiva consecutiva – e de 1,8% no confronto com igual período do ano passado, conforme levantamento do IBGE, divulgado nesta quinta-feira (14). O pior desempenho foi do setor de telecomunicações, que caiu 3,1% na comparação mês a mês e  5,1% ante dezembro de 2017. No ano, a perda foi de 2,8%, enquanto os serviços de informação e comunicação caíram 0,5%.

Os serviços TIC também recuaram 0,4% na comparação mês a mês, mas avançaram 2,6% na comparação anual e fecharam o ano com alta de 0,1%. Os serviços de TI, por sua vez, tiveram alta de 3,1% ante novembro e de 17,2%, no confronto com dezembro de 2017. No ano, o resultado ficou com alta de 6,7%.

Já os serviços de audiovisuais cresceram 5,8% na comparação mês a mês, mas caíram 4% na comparação anual. No ano, o resultado ficou negativo em 4,6%.

Exerceram as principais contribuições positivas o aumento na receita oriunda de desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis, de consultoria em tecnologia da informação e de portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet. Já os serviços de telecomunicações puxaram para baixo o resultado final dos serviços de informação e comunicação em 2018.

Perdas

Segundo o IBGE, em dezembro de 2018, o volume do setor de serviços variou 0,2% frente ao mês anterior, mantendo o quadro de estabilidade verificado em outubro (0,1%) e novembro (0,0%). Frente a dezembro de 2017, o volume de serviços  caiu 0,2% interrompendo uma série de quatro taxas positivas seguidas nessa comparação. O acumulado no ano foi de -0,1%, o quarto ano seguido de retração, com perda de 11,1% nesse período.