Do Tele.Síntese

A Vogel Telecom está ampliando suas redes ópticas nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Em Minas, a empresa reforçou uma rota de 560 quilômetros de extensão que liga as cidades de Belo Horizonte e Montes Claros, passando por Vespasiano, Curvelo, Pedro Leopoldo e Bocaiuva. Em São Paulo, reforça a conexão com data centers na região metropolitana e no interior.

Para a expansão do backbone óptico em MG, foram comprados novos transponders duais e amplificadores ópticos, resultando em uma capacidade de 4 Tbps. A tecnologia base da expansão é o DWDM, que conecta 44 canais por par de fibra. A empresa está também atualizando o backbone na capital mineira, projeto que deve ser concluído este mês, e ampliar em 100% a capacidade atual da rede local.

Em SP, o projeto em andamento prevê construção de anéis ópticos. Ao todo, serão 1,7 mil km construídos, também com sistemas DWDM e capacidade de 4,4 Tbps em cada rota. São quatro anéis: Sorocaba com conexão direta ao PIX (ponto de presença) da Vogel, Campinas-Mogi Mirim-Araras-Limeira, São Paulo-Jundiaí-Campinas e São Paulo-Santos – esse último também com conexão direta ao PIX da empresa. Além desses municípios, são beneficiadas as cidades de Rio Claro, Capivari, Conchas, Bauru, Botucatu, Lençóis Paulista, Jaú e Araraquara.

A operadora finaliza este mês uma rede Optical Transport Network (OTN) interconectando data centers na região de Barueri. “Apenas nesse trecho a rede tem extensão de 200 quilômetros, com capacidade de 3,2 Tbps, abrangendo o PIX Vogel, Odata, Level3 Cotia, DC Uol, DC Terremark e Equinix SP3”, diz Dênio Portella, CTO da operadora.

Este ano, a Vogel pretende adicionar 3 mil km de fibra este ano à sua rede, que tem 21 mil km de extensão atualmente, cobrindo 13 estados e o DF. A empresa, que trabalha no segmento B2B e tem como controlador o fundo Pátria, não revela o valor investido nos projetos.