Abrint vê duplicidade em lista de cidades do Minicom para receberem fibra


A Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) está fazendo um levantamento das cidades listadas pelo Ministério das Comunicações para receber redes de fibra ópticas, a serem construídas pelas empresas vencedoras do leilão do 5G. A lista faz parte da Portaria nº 1.924, publicada na sexta-feira passada e diz que as localidades ainda não são atendidas com a tecnologia.

Segundo a advogada Cristiane Sanches, integrante do conselho de administração da associação, a relação mostra inconsistência com os dados da Anatel, atualizados com a ajuda da Abrint. Um exemplo disso, afirma, é a inclusão da cidade de Santo Antônio dos Milagres, no estado de Alagoas. “Existe rede de fibra óptica operando desde 2016 nesta localidade”, afirma.

Para Cristiane, uma única cidade errada significa investimento em duplicidade, incompatível com toda a lógica da competição no país. “Isso sim é um problema a ser resolvido”, ressaltou. O levantamento será apresentado pela Abrint ao ministro das Comunicações, Fábio Faria.

PUBLICIDADE  
Previous Abrint avalia como positiva a proposta do edital apresentada por Baigorri
Next eSocial: Adesão antecipada à DCTFWeb

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *