Anatel deve destinar faixa de 39,5 GHz para SCM


Salvador, 27 – Além de estudar a oferta de lotes da faixa de 3,5 GHz para provedores regionais, a Anatel trabalha para fomentar esse mercado. Segundo o a assessor da Superintendência de Outorga e Recursos à Prestação da agência, Tawfic Awwad Júnior, no segundo semestre de 2020 será lançado novo edital de frequências para ISPs, com as sobras da frequência de 2,5 GHz e outras.

Outras oportunidades virão da possibilidade de acordo industrial de radiofrequências, que já vem sendo explorado pelas grandes operadoras; a revisão do operador virtual móvel (MVNO) e outorga, em caráter secundário de frequência, quando o detentor do direito de exploração não iniciou a oferta do serviço. Awwad ressalta que ainda tem o mercado secundário de frequência, previsto no PLC 79, que espera sanção.

O assessor da Anatel, que participou nesta sexta-feira, 27, do INOVATic Nordeste & ISP Business, também informou que a agência estuda a destinação da faixa de 39,5 GHz a 40 GHz ao Serviço de Comunicação Multimídia (SCM). E ainda a atualização do regulamento da faixa de 5 GHz, com possível aumento de capacidade e previsão para uso de Wi-Fi outdoor.

PUBLICIDADE  

Reivindicações

O conselheiro da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), Janyel Leite, afirma que para participar do leilão do 5G, os ISPs precisam de condições especiais, como mais granularidade dos lotes, por estados ou municípios, pagamento facilitado e possibilidade de conversão em compromissos de cobertura de até 90% do valor da compra. “O provedor não tem capacidade para arrematar uma frequência que cobre uma região, como estava na proposta original do edital”, sustenta.

Outra reivindicação é de que esteja prevista no edital oferta de compartilhamento de rede e espectro, com preços, prazos e condições definidos. Ou a obrigação de que cidades com até 50 mil habitantes sejam atendidas pelo provedor regional com supervisão da tele dona da frequência.

O INOVATic Nordeste, promovido pela Momento Editorial, está sendo realizado em Salvador.

Previous MCTIC vai apresentar projeto de FUST garantidor ao Congresso Nacional
Next Cesar Mattos prega solução rápida para aluguel de postes sob pena de impactar o avanço da IoT no país

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *