Programa de capacitação via WhatsApp abre inscrições


Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

A Artemisia anuncia a segunda edição do programa JA_É: Jornada de Apoio a EmpreendedoresA iniciativa gratuita conta com conteúdos online, enviados por WhatsApp, voltados a capacitar empreendedores da Grande São Paulo, de diversos segmentos e setores, no processo de digitalização dos negócios e no aumento da sua produtividade. As inscrições estarão abertas a partir de 17 de novembro. A novidade da atual edição do programa é que não haverá processo seletivo, ou seja, todos os inscritos poderão participar de uma jornada de conhecimento online e gratuita com duração de seis semanas. Inscrições: https://impactosocial.artemisia.org.br/jornada-empreendedora.

Resultado de uma coalizão conduzida pela Artemisia – com participação de Accenture, Fundação Arymax, Instituto humanize, Facebook, Potencia Ventures, Fundação Casas Bahia, Instituto XP, Lenovo Foundation e Fundação Tide Setubal, e com o apoio estratégico da Aliança Empreendedora –, a iniciativa espera movimentar 50 mil empreendedores brasileiros de pequeno porte em três anos. Por meio do WhatsApp, o programa disponibiliza conteúdos voltados a auxiliar os negócios no processo interno de gestão, comunicação e vendas em canais digitais. Há, ainda, aulas com acesso a benefícios exclusivos do ecossistema para os participantes.

PUBLICIDADE

O programa oferece suporte a nano, micro e pequenos empreendedores urbanos e rurais em situação de vulnerabilidade social e econômica, sobretudo àqueles que atuam em áreas de baixa mobilidade social (periferias e comunidades de baixa renda), grupos minorizados, minorias e afroempreendedores – todos com potencial de consolidar os negócios no ambiente digital –, para que possam impulsionar a digitalização das ações de comunicação, canais de venda e modernizar os processos de gestão e produção. A proposta se baseia na premissa de que, muitas vezes, uma simples reorganização tem potencial para aumentar a produtividade e a eficiência de nano, micro e pequenas empresas; ao incorporar tais inovações, há incremento nas vendas, redução de custo e aumento na renda do empreendedor. Está previsto, também, apoio a negócios caracterizados como salões de beleza, padarias, ateliê de costura, vendedores ambulantes, restaurantes, artesãos, entre outros.

O programa foi pensado para trazer resultados rápidos e efetivos, em especial, para nano, micro e pequenos negócios, em formato prático e adaptado à realidade dos empreendedores, que poderão seguir a jornada online no horário, local e ritmo que melhor se encaixe em sua rotina. Entre os módulos que fazem parte da jornada de cinco semanas, destaque para Proposta de Valor, Cliente, Rentabilidade, Canais de Vendas On-line, Inovação nas Atividades-chave, Gestão Financeira, Planejamento e Metas; e Acesso a Crédito. Serão realizados webinários mensais para aprofundar temas e ferramentas de digitalização dos negócios.

Segundo Priscila Martins, diretora de Relações Institucionais e Parcerias, investir em empresas com esse perfil é apoiar uma engrenagem muito transformadora. “Quanto mais produtiva uma empresa é, mais valor ela gera para a própria comunidade do entorno, movimentando a economia local, gerando renda e emprego. O fortalecimento desses empreendedores dialoga com medidas para apoiar a inclusão produtiva no país, sendo uma forma de impulsionar o nível de renda e apoiar a redução da exclusão social”, afirma. Priscila acrescenta que há muito potencial entre os empreendedores brasileiros e, com o apoio correto, eles podem melhorar as próprias empresas e driblar os desafios da atual crise. “Por esse motivo, a coalizão se uniu para desenvolver e correalizar essa iniciativa inédita, que chega à segunda edição firme na busca por reduzir as barreiras de letramento digital dos empreendedores, com conteúdos práticos e gratuitos.

Para participar, basta ter um pequeno negócio, ou ainda, ter interesse de empreender. Um ponto importante é que os participantes não precisam estar formalizados, ou seja, os informais também estão qualificados a participar. Com um modelo inovador e escalável, o programa permite potencializar negócios de milhares de brasileiros. Uma das novidades da edição 2021 é que o modelo do programa se aproxima de uma plataforma digital para os usuários com diferentes serviços. Na primeira edição, os participantes destacaram a facilidade e acessibilidade do conteúdo e os aspectos econômicos, já que o acesso não consome o pacote de dados da internet do participante.(Com assessoria de imprensa)

Previous Expansão da rede gera prejuízos à Brisanet no 3º Trimestre
Next New Master Telecom compra a Zurii em Goiás

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *