Rede de sensores, rede LTE privativa, rede Wi-Fi: a conectividade avança no campo


Field or meadow with green grass and rainbow vector illustration

Do Tele.Síntese

No diagnóstico traçado pelo estudo contratado pelo BNDES sobre a realidade da Internet das Coisas no país, no caso da digitalização da agropecuária constatou-se que a maior barreira está na conectividade. Se as redes de telefonia móvel cobrem quase 5 mil municípios, elas ainda não chegam um número grande de distritos e muito menos ao campo propriamente dito.

PUBLICIDADE  

Mas a barreira da comunicação no campo começa a ser superada com a oferta de soluções de conectividade que fogem da telefonia móvel tradicional: são rede de sensores com transmissão via rádio ou rede dedicada, redes WiFi e redes privativas LTE.

Essas soluções foram apresentadas a cafeicultores do Cerrado Mineiro no Agrotic Café, evento sobre o uso da tecnologia no campo realizado pela Momento Editorial em Patrocínio, Minas Gerais, no dia 20.

 

Leia a íntegra da notícia aqui.

Previous 20 a 22 de março - Pró ISP
Next Telebras faz acordo para ampliar exploração do SGDC-1

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *