O provedor de acesso à internet iConecta, que atende o sul de Minas Gerais e algumas cidades do leste paulista, está fazendo um projeto-piloto de conexão internet móvel com tecnologia 4G Long Term Use (LTE). “Pelo que sei, fomos a primeira empresa que adquiriu licenças no leilão de sobras de frequências da Anatel a colocar um piloto em produção”, comentou Juliano Rastelli, sócio da empresa – que está nos Estados Unidos visitando operadoras para “aprender a enfrentar os desafios da nova tecnologia”.

Para testar a operação, funcionando em um site ZTE, a iConecta decidiu iniciar uma experiência restrita a seus funcionários, em março, na cidade de Ouro Fino. A previsão é de que em julho o serviço esteja disponível comercialmente, também em Monte Sião, Inconfidentes, Bueno Brandão, Borda da Mata e Jacutinga. “Estamos no corre corre pois o prazo para cumprimos a obrigação do leilão é dezembro”, conta Rastelli.

Ele revela que a iConecta – que adquiriu lotes para 60 cidades – está construindo um backbone de fibra óptica próprio. Só no semestre passado, foram implantado mais de 2500 postes. A meta, afirma Rastelli, é conectar todas as cidades nesse backbone para que a empresa possa oferecer planos iguais ou melhores do que os praticados nos grandes centros . “A ideia é migrar todos os clientes do Wi-Fi para LTE . E oferecer algum tipo de mobilidade aos que já têm fibra”, acrescenta.

Com a conexão 4G LTE, a iConecta pretende trabalhar a possibilidade da portabilidade, que, diz Rastelli, “era o único produto que nós pequenos provedores estávamos privados de oferecer ”.