Do Tele.Síntese

O tráfego de dados por redes IP crescerá muito nos próximos anos no Brasil, mas a expansão deve ficar abaixo da média mundial, conforme projeção feito pela Cisco no relatório Visual Networking Index (VNI). O tráfego IP global deve chegar a 278 Exabytes por mês até 2021, acima dos 96 Exabytes mensais em 2016, ou 2,8 vezes maior. O tráfego IP global vai atingir um índice anual de 3,3 Zetabytes até 2021.

No Brasil, o tráfego IP vai aumentar duas vezes entre 2016 e 2021, uma taxa de crescimento anual de 18%. Atingirá 5,5 Exabytes por mês em 2021, acima de 2,4 Exabytes por mês em 2016. Outra estimativa é sobre tráfego médio por usuário. Aqui, o usuário médio gerará 44,3 Gigabytes de tráfego na internet por mês em 2021, um aumento de 88% em comparação aos 23,6 Gigabytes por mês em 2016.

O VNI indica ainda que a banda larga fixa deve perder espaço nos próximos anos para a conexão móvel (celular). A proporção de acessos à internet em 2016 foi de 52% no Wi-Fi, 10% no celular e 38% na banda larga fixa. Em 2021, será 53% no Wi-Fi, 20% no celular e 27% no fixo, no mundo. No Brasil, Wi-Fi e fixo passarão de 57% dos acessos, em 2016, para 53% em 2021. O celular vai dobrar, pulando de 7% hoje para 16% em cinco anos.