A Unifique, operadora de Timbó (SC), está com grande parte da equipe em trabalho remoto em função do avanço do COVID-19. Até esta quarta-feira, 25, o estado contabiliza 109 casos confirmados da doença. Outros 336 estão sendo investigados.

Segundo o diretor de mercado da Unifique, Jair Francisco, a maior demanda de rede já é sentida pela operadora neste período de medidas restritivas, onde o home office se tornou obrigatório a maior parte da população. “O aumento chega a 40%, em comparação ao período normal, antes da quarentena”, explica.

“Assim como todas atividades de primeira necessidade ou essenciais, o setor telecomunicação não é diferente. A comunicação, principalmente a internet facilita a situação de quem está em casa, seja através da possibilidade de trabalho remoto, se comunicar com amigos e familiares e até mesmo para lazer”, enfatiza o executivo.

Francisco conta que todos os técnicos externos receberam um treinamento com plano de contingência do coronavírus, sendo orientados sobre precaução e higienização ao entrar em atendimentos domiciliares ou empresariais, como fazer o uso de luvas e o descarte correto. “Orientamos sobre o uso de álcool gel, óculos de acrílico, trajes anti chamas e até sobre a distância segura no procedimento de assinatura do contrato com o cliente”. Os técnicos também receberam uma cartilha, contendo todas as informações do protocolo de segurança a ser seguido nesse período de contenção.

Para os clientes

O atendimento ao cliente da operadora eleita a melhor banda larga do Brasil pela Anatel em 2019,  permanece normalmente pelo telefone e pelos canais virtuais, como WhatsApp ou e-mail. As lojas físicas estão fechadas, seguindo o decreto estadual de situação de emergência, anunciado pelo governador Carlos Moisés (PSL) no dia 17 de março.

“Para ajudar nossos clientes neste período de resguardo, estamos disponibilizando a abertura de canais da TV Unifique para todos os assinantes”, complementa o diretor. “Nossas equipes estão trabalhando em home office ou mesmo nas ruas por uma razão: para que o impacto desta pandemia sobre a sociedade seja amenizado”, encerra.

Covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou no dia 11 de março a pandemia do Covid-19, o novo coronavírus. Como forma de prevenção, governos federal, estaduais e municipais estão seguindo normas de segurança a quarentena, ou seja, recomendando isolamento social por um período, até que a disseminação do vírus esteja controlada. Até esta quarta-feira, 25, foram confirmados casos em Florianópolis (20 casos), Itajaí (10), Braço do Norte (9), Balneário Camboriú (9), Criciúma (9), Tubarão (9), Blumenau (7), São José (6), Joinville (4), Imbituba (4), Chapecó (3), Navegantes (3), Gravatal (2), Jaraguá do Sul (2), Jaguaruna (2), Porto Belo (2), Rancho Queimado (2), Porto Belo (2), Gravatal (2), Gaspar (1), Içara (1), Lages (1), Laguna (1), Tijucas (1) e Pomerode (1).(Com assessoria de imprensa)